Dexmedetomidina: uma solução para o dilema da dor e da agitação no recém-nascido pré-termo ventilado mecanicamente?

Dexmedetomidina: uma solução para o dilema da dor e da agitação no recém-nascido pré-termo ventilado mecanicamente?

Dexmedetomidine: A Solution to the Dilemma of Pain and Agitation in the Mechanically Ventilated Preterm Neonate?Rostas SE*.J Perinat Neonatal Nurs. 2017 Apr/Jun;31(2):104-108. doi:10.1097/JPN.0000000000000251. No abstract available.PMID: 28437301. Similar articles.

Apresentação:  João Paulo S. Cezar (R2 em Peiatria/HMIB/SES/DF). Coordenação: Diogo Pedroso.

  • A dexmedetomidina é promissora com base na literatura atualmente disponível em recém-nascidos, não só para ser eficaz no tratamento da dor e agitação no recém-nascido ventilado mecanicamente, mas também sem efeitos adversos clinicamente significativos.
  • A dexmedetomidina também possui o potencial de ser neuroprotetora em certos contextos.

No entanto…Dados mais robustos, com seguimento de longo prazo no desenvolvimento neurológico, são necessários para o uso de dexmedetomidina em recém-nascidos mecanicamente ventilados.

  • A dexmedetomidina (PrecedexR) tem efeito sedativo e ansiolítico e preserva o drive e mecânica respiratória. O seus efeitos analgésico são decorrentes da sua atividade no corno dorsal da medula espinhal. Estudo multicêntrico em fase II/III em neonatos≥28 semanas mostrou que a dose inicial para RN poderia estar entre 0,1-0,2µg/kg com manutenção de 0,2-0,3µg/kg/h (sempre menores doses para os pré-termos).
  • Na nossa Unidade Neonatal temos usado o PrecedexR) em situações que necessitam de altas doses de midazolam (já é do nosso conhecimento dos graves problemas neurotóxicos do midazolam nos prematuros!!!) na dose de 0,3 µ /kg/hora (1 ampola-2 ml-200 µg: diluir 2 ml em 48 ml de soro fisiológico e fazer 0,3ml/hora) em situações específica, como a necessidade de altas doses de midazolam na sedação.
  • N entanto, sabemos que ainda são necessários mais estudos, principalmente nos bebês abaixo de 1000g