Categoria: Asfixia Perinatal

Segurança e resultados a curto prazo da hipotermia terapêutica nos pré-termo entre 34-35 semanas de idade gestacional com encefalopatia hipóxico-isquêmica

Segurança e resultados a curto prazo da hipotermia terapêutica nos pré-termo entre 34-35 semanas de idade gestacional com encefalopatia hipóxico-isquêmica

Safety and Short-Term Outcomes of Therapeutic Hypothermia in Preterm Neonates 34-35 Weeks Gestational Age with Hypoxic-Ischemic Encephalopathy.  Rao R, Trivedi S, Vesoulis Z, Liao SM, Smyser CD, Mathur AM.J Pediatr. 2017 Apr;183:37-42. doi: 10.1016/j.jpeds.2016.11.019. Epub 2016 Dec 13.PMID: 27979578 Similar articles.

Apresentação: Fernanda Medeiros, Luana Capinam, Victor Santos. Coordenação: Paulo R. Margotto

  • O sucesso da hipotermia terapêutica (HT) em neonatos ≥ de 36 semanas levou a especulações sobre os benefícios a serem estendidos aos prematuros.Pesquisa mostrou que a HT pode oferecer neuroproteção em modelos animais pré-termo  e em crianças pré-termo  com enterocolite necrosante. O mesmo grupo que mostrou que a HT nos recém-nascidos (RN) de 33 a 35  semanas aumentou a morbimortalidade e portanto contra-indicou o seu uso nesta faixa de idade gestacional, está recrutando RN nesta faixa de idade gestacional para HT. Observa-se cada vez mais entre os neonatologista o uso da HT para RN que não preenchem os critérios dos ensaios iniciais.O presente estudo, usando a HT nos RN entre 34-35semanas (n=31) descreve a segurança e resultados a curto prazo (lesão cerebral pela ressonância magnética aos 10 dias de vida),comparando com uma coorte de RN a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica (EHI) submetida a HT(n=32).Complicações associadas à hipotermia terapêutica foram observadas em 90% dos prematuros e 81,3% dos recém-nascidos a termo (P = 0,30). Nas crianças pré-termo, hiperglicemia (58,1% vs 31,3%, P = 0,03) e reaquecimento antes da conclusão da HT (19,4% vs 0,0%, P = 0,009) foram mais prováveis em comparação com bebês nascidos a termo. Todas as mortes ocorreram no grupo pré-termo (12,9% vs 0%, P = 0,04). A neuroimagem mostrou a presença de lesão em 80,6% dos prematuros e em 59,4% dos lactentes nascidos a termo (p = 0,07), sem diferenças na gravidade da lesão. A lesão da substância branca foi mais prevalente em prematuros em comparação com bebês a termo (66,7% vs 25,0%, P = 0,001). Entre as limitações, a falta do grupo controle nos pré-termo e o seguimento. Os autores concluem que os dados, bem como relatos de casos isolados de resfriamento em recém-nascidos prematuros tardios, sugerem que a hipotermia terapêutica pode ser estendida a neonatos ≥34 semanas de gestação. Sugere que as taxas da maioria dos eventos adversos associados ao processo de resfriamento ativo são semelhantes às observadas em neonatos a termo.Os resultados podem refletir uma vulnerabilidade seletiva de lesão substância branca nesta idade gestacional.No entanto,  riscos de mortalidade e efeitos colaterais justificam cautela com o uso de hipotermia terapêutica em bebês prematuros. . Segundo Gary Weine, daqui do Simpósio,  para os bebês de 35 semanas, podem ser resfriados, uma vez que os riscos são menores que os benefícios. No entanto, para os RN de 33 e 34 semanas, NÃO! Nos links citamos  1) estudo em andamento ( Preemie Hypothermia for Neonatal Encephalopathy, de Roger Faix e Abbot Laptook, do NICHD Neonatal Research Network – NCTO1793129 N=168  RN (40 envolvidos)/Temp Esofágica de 33,5oC), cujo resultado será morte ou moderada a severa deficiência no neurodesenvolvimento 18-22 meses 2) a possibilidade de extensão da HT além de 6 horas, principalmente o estudo de Laptook AR et al, 2017 cujo significado deste estudo é que   HT iniciada de 6 a 24 horas para recém nascidos com encefalopatia hipóxico-isquêmica pode reduzir morte ou deficiência, mas há incerteza em sua eficácia.Com estes conhecimentos, o nosso Protocolo de Hipotermia Terapêutica será rediscutido com perspectiva de estendermos a HT além das 6 horas, priorizando aqueles bebês com grave EHI transferidos à nossa Unidade.

 

Aspiração endotraqueal para neonato com líquido amniótico tinto de mecônio Ensaio randomizado e controlado

Aspiração endotraqueal para neonato com líquido amniótico tinto de mecônio Ensaio randomizado e controlado

Chettri S, Adhisivam B, Bhat BV.J Pediatr. 2015 May;166(5):1208-1213.e1. doi: 10.1016/j.jpeds.2014.12.076. Epub 2015 Feb 4.PMID:25661412. 

Apresentação: Sarah Rodrigues Mendes – R2 Pediatria. Coordenação: Paulo R. Margotto. Brasília, 21 de junho de 2015

Desenvolvimento Neurológico de Crianças Tratadas com Resfriamento da Cabeça Após Asfixia Neonatal

Desenvolvimento Neurológico de Crianças Tratadas com Resfriamento da Cabeça Após Asfixia Neonatal

Malcolm R. Battin, Anne Dezoete, Tania R. Gunn, Peter D. Gluckman, Alistair J. Gunn. Apresentação: Dr.  Fabiano Cunha Gonçalves.

Apresentação: Dr.  Fabiano Cunha Gonçalves.
Coordenação : Dra.  Ana Maria de Castro Paula.
Unidade de Neonatologia – Hospital Regional da Asa Sul-HRAS-DF

Hipotermia sistêmica após encefalopatia neonatal: resultados do neo.nEuro.network RCT

Hipotermia sistêmica após encefalopatia neonatal: resultados do neo.nEuro.network RCT

Georg Simbruner, Rashmi A. Mittal, Friederike Rohlmann, Rainer Muche and  neo.nEURO.network Trial Participants. Apresentação: Fábio Coelho Neto; Márcio Ramos; Thiago Rocha Moura.
Pediatrics 2010;126;e771

Apresentação: Fabio Coelho Neto; Márcio Ramos; Thiago Rocha Moura.
Coordenação: Paulo R. Margotto/Márcia Pimentel de Castro

COMENTÁRIO: Valores de gasometria durante hipotermia em neonatos a termo asfixiados

COMENTÁRIO: Valores de gasometria durante hipotermia em neonatos a termo asfixiados

Floris Groenendaal, MD, PhD a, Karen M. K. De Vooght, PharmD, PhD b, Frank van Bel, MD, PhD- a Department of Neonatology, Wilhelmina Children’s Hospital, University Medical Center, Utrecht, Netherlands; b Department of Clinical Chemistry and Hematology, University Medical Center, Utrecht, Netherlands (Holanda).
Pediatrics 2009;123:170-172.

Apresentação: Juvenal Fernandes e Laércio Scalco. 
Internos  de Pediatria da UCB.
Coordenação: Paulo R. Margotto.